terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Quando queremos atingir a perfeição....mas temos que trabalhar!

Ola

Estava com preguiça de escrever aqui no blog, e fui procrastinando até hoje.
Como nada acontece por acaso, e Eles arranjam sempre forma de me pôr a mexer, bastou-me abrir ao "acaso" o livro da minha querida Prof Karen Berg - Simples Luz - para perceber sobre o que deveria escrever.








Quando alguém se dedica muito a uma coisa, eu, pessoalmente tenho das minhas reservas. É tudo muito...e uma procura incessante da perfeição que me assusta.
Dizemos muitas vezes em tom de critica: " Fazem mal e depois vão bater com a mão no peito!".
Referimos quase sempre a pessoas cujos comportamentos são, aos nossos olhos duvidosos, mas que se dizem muito religiosos. Ou adeptos de alguma religião.

Contudo, para além dum julgamento que não deveríamos fazer, também devemos sempre olhar primeiro para nós.
Porque cada vez que olhamos para nós e analisamos friamente o que somos, o que fazemos, como fazemos e o que pretendemos, quase sempre temos pontos em comum (temos sempre por muito que nos custe admitir), com aqueles a quem criticamos.

Neste mundo da espiritualidade (até parece que a espiritualidade é um  mundo à parte...), mas enfim, nesta senda em que nos encontramos do auto-conhecimento, vêem-se verdadeiros mestres, diria sábios a apregoarem a santidade e até a terem o arrojo de se auto-proclamarem gurus, divindades, enfim, a tal perfeição.
Ficam reclusos: Não usam roupas que não sejam com determinadas caracteristicas, não fazem nada que não corresponda aquele objectivo da santidade que querem atingir, agem e falam em ensaios permanentes de divindade, ou do que acham que se pretende como tal, enfim, assumem uma personagem, como no teatro, com plateia, com toda a certeza, e enquanto a peça durar são os heróis da sua própria produção.
(Estou a constatar factos, não a julgar. Neste caso observo).


Assusta-me! Assusta-me todo esta performance para se sentirem perfeitos. Porque não o somos e nunca seremos - minha opinião!
Temos ao longo da história, figuras que nos inspiram e nos fazem sentir pequenos perante a obra e a entrega deles, lembro-me de repente duma Madre Teresa, dum Ghandi, e de tantos outros que de uma forma ou de outra nós os beatificamos nas nossas mentes e corações.
Mas até esses não cometeram erros?!
Fizeram sempre a mesma coisa?!
Só vieram cá para fazer o bem?!
São santos?!
Não creio! Tiveram virtudes que foram realmente dignas de registo.
Tiveram coragem, foram audazes, inteligentes, destemidos, lutaram por aquilo em que acreditaram e foram seres humanos de causas. Porque mesmo perante ameaças nunca recuaram.

Mas santos?! Perfeitos?! Intocáveis?! Não, não consigo ver o ser humano desta forma.


A vida de cada um é uma sucessão de degraus e de portas umas mais fáceis de subir e de abrir, respetivamente, outras mais dificeis, que dia a dia, hora a hora, minuto a minuto, segundo a segundo vamos tentando.
Somos todos UM, mas este UM está fragmentado pelos diferentes karmas e dharmas. E cada um tem de seguir o seu caminho.

Não somos perfeitos, bem pelo contrário. Somos seres absolutamente imperfeitos (o Dr. Sobrinho Simões diz que não), somos seres que ainda estamos na fase mais imberbe da criação e como tal longe de atingir qualquer grau de conhecimento que nos permita a glorificação dos nosso feitos.


Há dias, num dos meus encontros tertulianos de Anjos, alguém me dizia em tom de recomendação que eu tinha um grande trabalho interior para fazer (perante a minha forma expansiva e excêntrica de ser), e eu pensava para os meus botões: " Nem calculas o quanto! Todos os dias ao longo destes anos em que ganhei a consciência de ser um SER ESPIRITUAL a ter uma experiência terrena, que me levanto pela manha e pergunto sempre para mim própria : "Que vais fazer hoje para ser melhor que ontem?!"

Uns dias acho que até consigo, nos outros volto para trás.

Todos precisamos de trabalhar. Na verdade, não podemos todos ser monges nem rabinos, nem pastores, nem padres, nem religiosas, nem eremitas.....temos obrigações que se prendem com a vida que assumimos ter quando pedimos para reencarnar que nos obriga a estas idas e vindas sempre pautadas pelo cronómetro.
Mas se todos/as fizermos por dia uma acção em que possamos colocar em prática o que aprendemos em teoria, então já estamos no bom caminho.

Nem que seja só e apenas (e que bom seria se o fizessemos): PARAR!

Contemplar! Agradecer! Já fica ao teu critério....


Ama-te! Cuida-te! Respeita-te!


Xi 💙

www.terapiasmulherholistica.com






quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Feliz 2020.........mais alguns segredos sobre os ensinamentos orais de Jesus

Ola

Estamos no 2º dia deste novo ano civil 2020 e decidi partilhar este sábio texto dum grande professor de Kabbalah - Billy Phillips





Um kabalista sábio me falou de uma prova forte e maravilhosa, visível aos olhos, de que a fumaça dos sacrifícios é a causa de atrair o fluxo de bênçãos e vida para o mundo inferior a partir do mundo superior. Pegue uma vela de cera ou um tipo diferente de vela. Apague-a e, antes que sua fumaça pare, coloque-a directamente sob uma vela acesa, e você verá que a fumaça atrairá a chama da vela superior, de cima para baixo, o oposto da natureza do fogo e a vela inferior será acesa. "
- RABI ISAAC DE AKKO, Século XIII
Quando o Templo de Jerusalém foi destruído há 2000 anos, os sacrifícios chegaram ao fim. Não havia mais como atrair a Luz da realidade oculta dos 99%. Este reino dos 99% é a fonte de toda a vida, energia positiva, prosperidade, paz e milagres. Este era o plano das forças das trevas. Eles eventualmente massacraram também os kabalistas, incluindo Jesus, Rabi Akiva, Rabi Gamaliel (o professor de Paulo), Rabi Ismael, Rabi Yehuda ben Baba e outros. Com o Templo destruído e os Kabalistas massacrados, eles esperavam que a escuridão governasse completamente o mundo. No entanto, antes de Jesus e os Kabalistas serem mortos como cordeiros, eles agiram primeiro.
Como? Como explica o Rabi Isaac de Akko, a fumaça do sacrifício atraiu a Luz. Da mesma forma que a fumaça do incenso atrai a energia positiva dos 99%.
Essa realidade dos 99% também é a fonte de toda a sabedoria, incluindo a sabedoria secreta que inclui todas as leis do mundo natural e do mundo espiritual. Então, aqui está um segredo por que os ensinamentos ocultos foram ensinados oralmente por Jesus a seus discípulos e também codificados em parábola e falados às massas:
A respiração corresponde à fumaça. Quando você fala da sabedoria oculta, a fumaça da respiração é o que atrai bênçãos e Luz. É POR ISSO que Jesus ensinou oralmente, através da palavra falada! Somente as pessoas que possuíam os mistérios ocultos tinham o poder de atrair a energia dos 99%. Esse ensino oral, não escrito, é o que impedia o mundo de ser vencido pela escuridão completa. Agora, imagine se finalmente pudermos espalhar os ensinamentos ocultos para todo o mundo! Nossas acções de compartilhar essa sabedoria são o sopro, o incenso e a fumaça que atraem a Luz da nossa redenção. 
—BILLY PHILLIPS


Qualquer forma de conseguir ter acesso aos 99% da realidade que não vemos, e como diria Antoine Saint-Exupéry "o que é importante é invisivel aos olhos", é o que nos transporta para a sabedoria imensa do Universo e para a nossa Luz interior que é uma centelha da Luz universal.
Cada um tem de procurar o seu caminho. Cada um tem de saber esperar pelos sinais certos para fazer as escolhas correctas para si.
Ao seu tempo, à sua medida, no seu momento, tudo chega às nossas mãos....
Contudo, sem uma manifestação efectiva da nossa parte, o Universo, os Anjos nada fazem para não contrariar o nosso livre-arbítrio.
Por isso, dar o primeiro passo é connosco. Dar o primeiro sinal do desejo da mudança, da cura, do conhecimento, da vontade, isso é um processo absolutamente nosso e da nossa responsabilidade.
Que o ano 2020 seja um ano onde não viramos as costas aos desafios, às contrariedades, às vicissitudes.
Que o ano 2020 seja um ano de tomarmos as rédeas da nossa vida e saibamos sempre conduzi-la sem medo e numa total e completa entrega e certeza na Luz.


Feliz 2020
Muita fé e muita certeza!

Xi 💙

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Solestício de inverno e Chanuká

Ola

Amanha dia 21/12 comemora-se o solstício de inverno.

É o dia mais curto do ano, e a noite mais longa. 
Até aqui os dias foram progressivamente encurtando, cada um com menos luz do que o seu predecessor. A partir de hoje, porém, cada dia será, progressivamente, um pouco mais luminoso que a sua véspera – até ao solstício de Verão, dia mais longo do ano, e noite mais curta. Chegados aí, os dias passarão a ser progressivamente mais curtos, até que, de novo, chegue o solstício de Inverno.
Este ciclo solar – a repetição das estações – não passou despercebido aos nossos antepassados, e o passar das eras carregou-o de simbolismo. O Homem, divinizando as forças da natureza – e o Sol em particular – interpretava como podia esta alternância entre luz e escuridão, entre abundância e escassez, entre vida e morte.



As antigas feiticeiras – ervanarias, na verdade – atribuíam nomes fantásticos, como asas de morcego ou dentes de dragão, às ervas que usavam nas suas poções. Com essas identidades eram urdidas elaboradas histórias que mais não eram do que memorização das receitas dos medicamentos da época.

Perdemos, os cristãos, o hábito desta celebração, que tanto significado tem até sob o ponto de vista iniciático. Pois as trevas e a luz são duas faces da mesma moeda, e lembra-nos todos os dias a morte e a vida. Ou deveria lembrar.


O Povo judaico celebra a Chanuká dia 22 ate dia 29 de Dezembro.
Curisosamente o solestício de inverno comemora-se dia 21/12 no hemisfério sul e dia 22 no hemisfério norte.
Usando ferramentas kabalísticas e meditações para se conectar à Luz de Chanuká, infundimos nossas almas com uma energia vibrante que nos dá o poder de moldar o nosso futuro. Juntos como um grupo com o mesmo propósito de revelar ainda mais Luz, alterando o destino em um nível global.
Será uma oportunidade de meditar e atrair a Luz do Criador de maneira grandiosa. 
Chanuká ou Hanuk é uma festa judaica, também conhecido como o Festival das luzes. "Chanuká" é uma palavra hebraica que significa "dedicação" ou "inauguração". A primeira noite de Chanuká começa após o pôr do sol do vigésimo quarta dia do mês judaico de Kislev e a festa é comemorada por oito dias.
Este ano 2019 começa dia 22/12 e termina dia 29/12.

Está é uma oportunidade de se conectar com as bênçãos que estão disponíveis em Chanuká.
Esta abertura cósmica não é apenas um momento de presentear e acender velas. É uma janela cósmica alegre na qual podemos nos conectar com a energia de bênçãos.

Essa energia poderosa não está reservada para uma religião ou grupo de pessoas; está disponível para todos aqueles que têm o desejo de se conectar com esta Luz única.



Não sei, mas deduzo, que haja uma relação entre esta festa judaica milenar e o Natal Cristão.
Os cristãos chamam-lhe advento. E atribuem a esta época do ano essa designação.
O Advento é o primeiro tempo do Ano litúrgico, o qual antecede o Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação e alegria, de expectativa, onde os fiéis, esperando o Nascimento de Jesus Cristo, vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz.
Na verdade, dizem que Jesus Cristo não terá nascido em Dezembro, porque Lhe atribuem o signo de Peixes, portanto nunca poderia ter nascido em dezembro.
A Chanuká ou Hanukhah é um acender de luzes ritualista, em que certas ordens iniciáticas também o praticam na celebração do seu solestício.
O próprio candelabro de 9 velas chama-se Hanuká ou Chanuká a vela do meio é a primeira a acender.É a vela piloto  E só depois se acende uma por dia começando a preencher o candelabro da direita para a esquerda embora na verdade se acenda da esquerda para a direita.
É complexo para quem nunca fez, mas depois engrena-se bem.
Eu improviso, como não tenho o candelabro coloco as velas todas em copos ou em porta velas e faço na mesma o acender das velas durante o período respectivo.
Curiosamente, poucos saberão porque comemos tantos bolos fritos nesta época: rabanadas, filhós, sonhos, nunca ninguem se pergunta porquê. Mas na verdade todos esses alimentos estão ligados a Chanuká. 
Mais ainda, lembro-me de criança de fazermos uns jogos pelo Natal que se chamava o "Rapa", com uma especie de pião pequenino. Pois bem, é na verdade uma prática judaica, e tem a ver com a Chanuka.
Todas estas tradições nada têm a ver com o dito Natal cristão ou com o Nascimento de Jesus. Mas sim com tradições judaicas e que se justificam com a abertura cósmica do momento.
Sejamos nós o que formos, tenhamos nós a fé que tivermos, acho que aceitar dos outros conhecimento que nos ajuda a evoluir e a compreender melhor o mundo e a tirar partido dele e das benção do Universo é um acto de inteligência.
E por isso, embora nascida e criada no seio da igreja católica, não me prendo aos seus parcos ensinamentos, bem pelo contrário, procuro e sempre procurarei aprender mais e mais e sobretudo que não me limitem, por causa da fé, a determinada informação.
O conhecimento é livre e universal. Eu também. 

Feliz Chanuká
Que as benção do Universo derramem sobre os Seres Humanos e os transforme e transmute em melhore seres e mais humanos.

Xi 💜


quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

ESTAMOS QUASE NO NATAL...E COMO TAL, HÁ QUE DIZER MAL....

Ola

É fatal como o destino, que, cristão que se preze não fale na quadra natalícia que se está a viver e critique o consumismo, a hipocrisia, a loucura das compras, a falta de humanidade, a falta de consciência etc etc etc

Todos os anos é isto. E todos os anos o discurso é o mesmo.

Mas neste entretanto alguém mudou de atitude? Alguém tomou mais consciência? Alguém decidiu dar um murro na mesa e mudar o que precisa de mudar?
Se sim parabéns! Se não, tens mais um ano para o fazer, de Janeiro a Novembro do próximo ano, podes sempre amadurecer a ideia e assumi-la.


Caso contrário vais voltar à célebre frase: " Qualquer dia vou rebentar com tudo e vou fazer tudo à minha maneira."
O qualquer dia já dura há décadas.

Mas como o caminho se faz caminhando e a tropeçar também e a erguer, claro está, cada qual a seu tempo e cada qual com as suas promessas lá andamos com a cabeça entre os ombros a tentar ser o que queremos ser.

Termino na próxima semana dois cursos que me entusiasmaram fazer e pelos quais estou grata até ao fim dos meus dias.
Um -  Relacionamentos Reais, já o ministro há uns anos largos. Mas é sempre delicioso ver o rosto das mulheres com quem partilho a iluminar-se perante os detalhes das regras.
O outro é uma novidade pelo menos enquanto curso, Anjos - Inteligência Divina, e foi na verdade uma excelente oportunidade e uma revelação dos anjos esta inspiração para partilhar o pouco que sei sobre a matéria.

Estes terão sido já as minhas melhores prendas de Natal, para além da saúde, paz, bem estar e tudo isso que reclamamos nesta quadra.
Nunca esquecendo a oportunidade que o Universo me deu de fazer pela primeira vez a Formação de Mesa Radiónica e cuja experiência guardarei para sempre na minha melhor memória.

Na verdade, o presente mesmo. Aquele gordo que todas gostamos de receber é bem mais abrangente que isto.

É por exemplo:

Que todas as mulheres que frequentaram o meu curso de Relacionamentos Reais sejam efectivamente felizes sós ou acompanhadas. Que sejam mulheres autênticas, lúcidas, poderosas, arrojadas e que o ensinamento que receberam a juntar ao que já tinham as torne em mulheres fortes, capazes, audazes e guerreiras. Nunca vacilem. Sempre seguras e donas de si.


A todas as que frequentaram o curso dos Anjos Inteligência Divina, que nunca se esqueçam das ferramentas que agora dispõem.
Que o medo, os receios, os bloqueios, as crenças limitadoras sejam a partir de agora uma miragem.
Que nunca mais permitam que vos espartilhem, nem tão pouco vos façam recuar. Afinal de conta aprenderam a conectar com a Luz
E é da Luz que vem tudo de bom: saúde | paz | amor | prosperidade| sabedoria | intuição | coragem | força | apoio| audácia


E que os Anjos sejam a maior Presença das vossas vidas.
E que com Eles interajam como nunca!
E com Eles co-criem essa nova realidade que querem para as vossas vidas sem necessitar de dar um murro na mesa.
Mas se tiver de ser, que seja um murro angélico e que vos impulsione para os maiores e melhores objectivos da vossa vida.

É para isto que trabalho.
Foi por isto que abandonei toda a outra minha vida profissional e abracei este mundo do auto-conhecimento e auto-desenvolvimento.

E em cada Mulher que se cruza no meu caminho, o sonho de ver uma mulher realizada, segura, dinâmica, idónea, fiel a si própria, capaz, digna, corajosa e dona de si, faz com que cada minuto, cada sacrificio, cada passo, valha a pena.

Estes são os verdadeiros presentes de Natal. Mas também podem ser de Páscoa, Carnaval, Aniversário, e de todas as festas religiosas que existem, cristãs ou pagãs.

Amem-se! Cuidem-se! Respeitem-se!

Nunca se esqueçam que tudo começa e acaba em nós. A começar pela própria vida.

Nós somos luz, nós damos à luz. nós temos luz.

Sem nós o mundo acabava. A mulher tem efectivamente uma relação especial com Deus

Feliz Natal
Feliz ano Novo

Felizes sejam vocês!

Até breve

Xi 💙💚💜💝

www.terapiasmulherholistica.com




terça-feira, 19 de novembro de 2019

O Universo desafia-nos todos os dias a todas as horas...do caos à felicidade numa semana.

Ola

Hoje quero fazer uma partilha que me permitiu viver o caos e a alegria num espaço de horas.

Há uns dias largos, um animal apareceu junto a minha casa, uma cadela, para ser mais precisa.
Chovia torrencialmente. O frio fazia-se anunciar e a urgência de arranjar uma solução para aquela alma era absolutamente urgente.
Sendo fêmea havia também o risco de uma gravidez que não abona nada de bom dado o número monstruoso de animais que há para adoptar, e portanto, a solução tinha de ser encontrada rápidamente.
Adopção estava fora de questão, por falta de espaço para mais uma. Os vizinhos, uns por idade, outros porque também já têm cães, outros porque simplesmente não queriam, todos se descartaram e portanto o recurso seria as instituições existentes que estão sobre-lotadas e portanto também não podem e o centro veterinário municipal, aí sim, por covardia e outras coisas mais, descartou-se.




A pobre cadelita instalou-se num local ermo, inóspito, sem qualquer protecção, e só tinha realmente água e comida.

A solução tardava em chegar, e dada a minha experiência com animais, todos os que encontrei ate ao momento eram abandonados. E portanto, nem tentei saber se este tinha dono, dei como garantido que era abandonado!
Erro de palmatória!

Os dias iam passando, a chuva e o frio a aparecer, o horror diante dos olhos de todos, e dos meus em particular pois ela afeiçoou-se imediatamente a mim. (E vice-versa, mas não posso confessar!!!)
E, quando já estavamos a dar o assunto como muito mau, e com dificuldade em encontrar uma solução, peço finalmente a alguém se arranjava uma casota ou um abrigo onde ela pudesse estar instalada pelo menos até ESSA tal solução estar encontrada.

Mãos à obra. E numa manhã a casota ficou pronta.
A cadela nunca a chegou a estrear. O dono apareceu. Estava à procura dela há uma semana desesperado e finalmente encontrou-a.
Eu achei que me tinha saído o euromilhões de tanta alegria. Todos os vizinhos também. E esta história teve um final feliz.
Estou grata até ao átomo mais pequeno que tenha o meu corpo, a minha alma ou o que quer que seja.

Mas.........


Passei uma semana perante um filme de terror com o qual não conseguia lidar. Sentia-me culpada por tudo, pelo que aquele animal estava a sofrer, pela desgraça que estava instalada, pela falta de soluções, tudo era um quadro negro.

Pedi ajuda aos Anjos. E Eles disseram-me que não a retirasse do local. Que não a colocasse em abrigo e nenhum. Que aquilo não era assunto meu!
Achei que tinha enlouquecido de vez, que só podiam estar enganados, que não podia ser verdade....como era possível que a deixassem ali sozinha sob uma intempérie terrível, e eu não deveria fazer nada!!!! Como nada?!

O ego cega-nos mais do que uma venda.


Eu é que ia resolver a situação.
Eu é que tinha de encontrar um abrigo
Eu é que tinha de encontrar um adoptante
Eu é que tinha de lhe arranjar uma casa
Eu é que tinha de resolver
Eu é que estava a sofrer com aquilo

Eu, Eu, Eu

E os Anjos pacientes e na sua imensa sabedoria enviaram por várias pessoas o mesmo recado: "Fica quieta".



Porque Eles sabiam que os donos não a   iam encontrar  se a retirassem do local essa possibilidade diminuía ou até poderia ficar anulada, e ela iria desaparecer para sempre da casa dela.

Isto porque eu tinha decidido intervir. Tomar a dianteira. Assumir o controlo.

E só depois, quando chegou finalmente a Tal Solução que falavam, então entendi tudo e o porquê dos porquês.

Até lá duvidei que estivesse mesmo a agir assertivamente.

Um dia um grande Guru Indiano ia a passar na rua e viu uma senhora a fazer um peditório para animais abandonados e perguntou-lhe porque tinha abraçado aquela causa.
E ela respondeu: " Porque adoro animais e não consigo vê-los a sofrer".

Ao que ele comentou: " Então TU tens um grave problema para resolver. Porque és TU que não consegues lidar com o sofrimento."

Sim, na verdade nós não conseguimos e temos dificuldade em ver os outros a sofrer.
E sim, devemos fazer sempre algo para diminuir o sofrimento dos outros.
Mas devemos também saber e perceber que muitas das vezes esse sofrimento é uma lição de vida que o outro tem de aprender e que tem de a viver e que tem de aceitar.
Com os humanos é fácil entender isto, com os animais é complicado.
Mas na verdade todos nós, e eles, temos karma.

E nunca sabemos qual o percurso de cada um e a forma como o vai transmutar.

Eu tentei interferir numa lição de vida. Porque depois, e só depois, percebi que ela, a cadelinha era uma traquinas que fugia sempre que podia, e desta vez foi muito grave.
Se calhar o Universo estava a coloca-la à chuva e ao frio para ela aprender a lição e não voltar a fugir de casa. Se calhar não, não sei.

O que sei é que a minha arrogância ia acabar com este final feliz e ia-me arrastar por tempo indeterminado para uma responsabilidade um sofrimento que não sei como iria acabar.


Por acaso ouvi os Anjos, embora a contra-gosto, mas lá fui obedecendo, contrariadíssima, mas fui com pézinhos de lã obedecendo....
E Eles sabiam e sabem sempre o que fazer.

A felicidade em que estou e naquele momento em que tudo se resolveu foi e é tão grande que é difícil dizer por palavras.

A alegria tem de ser, tal como a gratidão não palavras mas estados de alma

Gratidão com uma alegria do tamanho do Universo.

Xi 💚


sábado, 2 de novembro de 2019

SOMOS MORTOS-VIVOS OU SOMOS VIVOS-MORTOS?

Ola

Hoje dia Fieis Defuntos, e não ontem dia 1, que segundo o calendário, é dia de Todos os Santos, fiquei a trabalhar, porque na verdade duma forma ou de outra há sempre coisas para fazer, actualizar, publicar, etc

A vida de uma terapeuta holistica não é só dar consultas ou promover cursos, há todo um trabalho de bastidores, cansativo, longo e minucioso que nos "rouba" horas ao dia.

Hoje foi isso que fiz, e dessa forma decidi terminar este trabalho com esta publicação.


Ontem foi aquele dia infindável de idas e vindas aos cemitérios, quem tem jazigos de familia,como é o meu caso - heranças -  há que fazer jus às tradições....

E ainda por cima, à noite foi a Noite Mística....com direito a aniversário e tudo.

Os católicos, não sei se toda a cristandade, mas pelo menos os católicos, que conheço bem porque fui educada na igreja católica, não festejam nada.
Limitam-se a um  desfilar de ostentação ornamental (as floristas também têm de vender...), mais umas quantas velas e cara fechada com alguma lágrima no olho e lá vão passando o dia entre suspiro e suspiro.

Optei, salvo os devidos compromissos minimos que me obrigam as tradições | heranças familiares, a evitar esses ambientes e pactuar com esses momentos de fraco e pouco franco convívio de cemitérios.

A morte é inevitável.
A morte física!
Porque é só nessa que acredito. A da alma não. Nunca morre. Parte, volta, e torna partir. Neste ciclo interminável de idas e vindas....



Nem sempre encarei a morte física desta forma.
Já a vi como uma limitação completa do percurso da vida.
A dor é inevitável perante a perda. O sofrimento é opção.

Mesmo diante da morte.

Contudo, ontem, e porque também foi Noite Mística, tive a oportunidade de estar com pessoas, cuja vida é uma morte perpétua.

Não conseguem ser felizes! Só vêem o copo meio vazio nunca meio cheio.
Um medo atroz da solidão. Se si próprias. Um pavor da própria vida. Do que vem, do que nunca virá. Um passado que nunca foi feliz.......dizem....
A necessidade de certezas.
Olhos tristes, melancólicos e doentes.
Doentes de ego, doentes de ingratidão, doentes de vitimização, doentes de cegueira espiritual.

E quando acabou o trabalho e voltei para casa, pensei para mim: " Afinal o dia dos mortos é na realidade dos vivos, que sem o saber estão mortos".


Afinal os Mexicanos é que estão certos. Porque de ontem para hoje, cantaram, dançaram, comeram, beberam e conviveram toda a noite nos cemitérios e fora deles numa alegria imensa celebrando a morte e a vida ao mesmo tempo.

E quantos de nós não conseguimos celebrar nada porque nunca encontramos um simples motivo para celebrar?!
Quantos de nós, com vidas confortáveis, num país onde ainda não há guerra e não há há muitos anos, onde apesar de tudo temos comida, temos algum conforto, temos segurança social, ensino, hospitais....não temos nada para nos alegrarmos nem para celebrar???
É um sofrimento perpétuo.
Um horror de vida, dizem alguns!
" A minha vida foi uma infelicidade total até ao momento....", frases que se ouvem todos os dias.

Temos tanto que agradecer. Temos tanto para celebrar. Temos tanto para estar felizes, cantar, dançar, animar....

E no entanto contenta-mo-nos muita vezes em simplesmente respirar e suspirar sempre à espera desse milagre que um dia virá e que nos fará felizes!

Definam  ingratidão p.f.  .......



O milagre da vida como o milagre da morte está dentro de nós.
Ora somos mortos-vivos, ora somos vivos-mortos.
Decide o que queres ser a cada manha que acordas...porque ainda acordas e podes decidir.

Está a chegar a noite. O dia termina e segundo o calendário kabbalista outro dia começa. Não à meia noite mas sim, do anoitecer ao amanhacer.
Amanha é outro dia, ja acabaram os festejos fúnebres e os rituais de choro.
Acorda!
E já agora, decide também!

Ama-te! Cuida-te! Respeita-te!

www.terapiasmulherholistica.com

Xi 💜


quarta-feira, 30 de outubro de 2019

LUA NOVA DE ESCORPIÃO

Ola

Lua nova de Escorpião!
Cá vamos nós em mais uma viagem que o Criador nos dá de forma a permitir mais uma ajuste nas nossas contas karmicas.
Todos os meses fazemos uma viagem diferente. Cada lua dá-nos uma oportunidade. E todos os anos é assim. Tudo são ciclos. A vida também.



E partilho uma previsão duma Astrologo kabbalista que muito admiro!


"Previsão Astrológica para mês de Escorpião | Os elementos de controle | Por Esther Barnea

Depois do trabalho duro no mês de Libra — um mês em que nos conectamos a um nível mais elevado de consciência — agora estamos voltando à Terra para iniciar uma transformação mais profunda. Agora estamos mudando de pessoas que se sentem controladas pela “coincidência” para pessoas que podem decidir como deve ser a vida.
Os escorpiões têm um desejo tremendo, investindo seu coração e sua alma no que fazem. E neste mês podemos ter acesso a esse poder. Neste mês, podemos decidir quem somos, em oposição a quem os outros pensam que somos. Decidimos o que queremos e não somos influenciados pelo o que as outras pessoas querem que nós queiramos. Podemos ver a verdade nua sobre nós mesmos e nosso entorno. Pode não ser fácil, mas se definirmos uma intenção, poderemos lidar com isso.
Os escorpiões podem ver tudo e não deixam pedra sobre pedra até conseguirem o que querem. A questão é: o que queremos? Se queremos poder sobre os outros, muitas vezes nos encontraremos sem controle. Mas se pretendemos simplesmente controlar a nós mesmos e nossas próprias reacções, veremos o quanto mais de controle podemos ter. Tentar manipular situações para fazer as coisas seguirem o nosso caminho nos deixará frustrados. Mas quando confiarmos e deixarmos de lado, veremos como as coisas milagrosamente se transformam em nosso benefício.
Neste mês, podemos usar o poder da paixão, do carisma e da força para explorar uma capacidade maior de acompanhar o fluxo da vida. Podemos até achar que temos maior intuição, inteligência, generosidade e profundidade. Raquel, a Matriarca, era de Escorpião. Sua força lhe permitiu superar mágoa, ciúme, traição e decepções. Essa força é nossa para usar neste mês.
Com Sol e Lua em Escorpião (quatro graus) em oposição a Urano em Touro (quatro graus), as emoções intensas de Escorpião e a energia desconectada de Urano têm o poder de nos libertar de traumas passados ​​e curar. Sentimentos que nos assombram há tanto tempo podem ser liberados neste momento. Mas precisamos estar dispostos a deixá-los ir. Curar significa não ter mais medo. Se insistirmos em nos apegar ao medo da dor, infelizmente o universo não poderá nos ajudar. Precisamos estar cientes desse forte poder e fluir com ele.
O medo de traição e separação é um dos nossos maiores medos. Essas emoções vêm fortemente com quatro corpos celestes em Escorpião (Sol, Lua, Mercúrio e Vênus). Por mais estranho que pareça, muitas vezes gostamos de segurar essa dor porque ela é familiar. Urano em Touro não tolerará nada a que estamos nos apegando. Então, tentará com todo o seu poder criar separação de nossos sentimentos familiares. Quando fluímos com o desejo do Criador de nos libertar e nos recusamos a ser vítimas, estaremos verdadeiramente livres do medo e da ansiedade.
Com o movimento de Mercúrio entrando em movimento retrógrado em alguns dias, teremos a assistência necessária para voltar no tempo para reavaliar as coisas que escondemos no fundo e vê-las sob uma luz diferente e possivelmente mais verdadeira. Muitas suspeitas e segredos podem ser revelados.
Tire um tempo para um profundo estudo espiritual; você pode revelar camadas da sua alma que você não sabia que existiam. (Depois de 22 anos estudando a Kabbalah e a espiritualidade, às vezes penso: “o que mais há para saber sobre mim mesma?”. No entanto, por tudo que aprendi, sempre fico impressionada com o quão profundo podemos ir e como podemos revelar muito mais.)
A chocante energia de Urano trará grandes surpresas quando se trata de finanças e relacionamentos. Marte está em quadratura com Saturno — como se o aspecto anterior não fosse suficientemente difícil! Tudo o que Marte em Libra quer é paz e sossego, sem barulho de argumentos ou desacordos. Não há paciência para coisas que não estão indo de maneira pacífica. Podemos sentir que queremos avançar e seguir em frente, porque não queremos nenhum drama em nossas vidas. No entanto, Saturno em Capricórnio está segurando; podemos começar a sentir que as coisas precisam acontecer da nossa maneira e que precisam ser perfeitas. Não há tempo para correr. E se um pouco de drama é o que precisamos passar para chegar lá, então, que haja drama.
O ponto principal é que podemos nos sentir frustrados quando as coisas não estão acontecendo tão rápido quanto gostaríamos. Talvez não concordemos com nosso chefe, figura paterna ou com qualquer outra pessoa de autoridade. Não queremos sentir que alguém pode tomar decisões em nossas vidas sem se preocupar em compartilhar os detalhes connosco. Queremos tomar decisões juntos e colaborar. Ninguém pode realmente tomar decisões sobre sua vida.
Às vezes, quando precisamos avançar ou aprender uma lição, não estamos dispostos a fazê-lo sozinhos. Nesse caso, vem de fora. Mude o seu ponto de vista e veja os benefícios dele. Aprenda a abraçar esta lição.
Kabalisticamente, Escorpião é frequentemente chamado de “amargo”, mas temos a capacidade de transformá-lo em “exultado”.
Todo o potencial está neste mês. Nós apenas precisamos aprender a usar a energia da maneira certa.
Comece controlando a si mesmo em vez de controlar os outros. Libere o medo de traição e separação e esteja disposto a liberar traumas do passado que o impedem de seguir em frente. Mude seu ponto de vista sobre a vida e saiba que todo desconforto é para o seu crescimento e transformação finais.

Chodesh tov (Bom mês)."


Lembra-te de quem és!
De onde vens e para onde vais!
Constroi a tua própria realidade! Está tudo nas nossas mãos.....

Até breve

Ama-te! Cuida-te! Respeita-te!
Xi 💙
www.terapiasmulherholistica.com

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

A necessidade de demonstrar que se sabe....

Ola

Por motivos não profissionais, mais historico-filosóficos, faço parte de um grupo/associação cujo objectivo essencial é o despertar intelectual e espiritual do ser humano.
Enfim, é pelo menos em teoria esse o objectivo, embora na prática está a anos-luz de conseguir ou até de se aproximar.

Hoje, foi lançado um repto ao grupo para pensarmos num tema que implicaria algum conhecimento e reflexão. Sem grande desgaste intelectual, diga-se.

Contudo, abertas as hostilidades, começam a desfilar verdadeiras mini-teses de doutoramento com uma linguagem e uma abordagem pouco claro, rebuscada, frases complexas que desmontadas não diziam nada. Citações miseráveis e até descontextualizadas que em nada ajudavam na discussão do assunto lançado préviamente.



Parei!
Parei para pensar o que era aquilo. Que desfile de egos eram aqueles que na sua cegueira de querer plateia (10-12 pessoas), precisavam provar que sabiam. Que eram eruditos, que usando citações de autores famosos e poemas conseguiriam aniquilar o outro reduzindo-o a uma ignorância que achavam que os outros teriam. E portanto, começaram, quais pavões de cauda aberta, numa troca de galhardetes e de verborreia que mais parecia uma diarreia.

Assisti a isto com olhos de espectadora.

Mas afinal, o que desejam estas pessoas? Quem são elas? Para onde vão? De onde vêm ?

E a pobre resposta a que cheguei foi: vêm do nada e para o nada se deslocam. (digo eu ou diz o meu ego?!)

Seres pobres. Sem alma. Sem luz. Num desespero que metia dó à procura dum brilhozinho por pouco que fosse. Como diria Andy Warhol- à procura dos seus 5 minutos de fama.



A sombra do ser humano esta na justa proporção da sua luz.
Quanto maior a luz maior a sombra. E o humano, vê a luz e entusiasma-se...esquecendo que a sombra também o acompanha 24h00 por dia durante toda a vida.

Fiz uma análise a frio e perguntei: "Mas eu preciso disto?" , "Em que é que isto me faz crescer?", "Serei eu também egoica por não me querer identificar com este desfile de egos e esta necessidade de mostras?".

Se calhar sim!
Ou muito provavelmente não!

Optei pela restrição.....parei!

Os kabbalistas ensinam e ensinaram-me a fazer restrição. Parar! Saber distanciar da provocação e analisa-la a frio.

E tal como partilhei numa das minhas ultimas aulas de Anjos -Inteligência Divina - Perguntei:

- O que faria Deus se estivesse no meu lugar?
(e na verdade Ele está, porque todos somos partículas de Deus)

E deixei-me ficar em silêncio, num silêncio ruidoso que me dizia:
"Eles precisam disso!
Não estamos todos no mesmo caminho!Cada qual tem a sua vida!
Tu que até partilhas cursos de auto-conhecimento e auto-desenvolvimento deverias saber que não estamos todos na mesma vibração! Cada um a seu tempo e no seu momento!
Ainda há, mesmo estudando tanta filosofia e tanta história, quem precise de mostrar que realmente sabe quando na verdade nada sabe, porque quem sabe na verdade não precisa de demonstrar nada! Simplesmente É. "


E retirei-me!

Saber sair do antro da escuridão não é de todo cobardia é um acto de auto-respeito. Porque não me identifico com aquela energia, não quero, já, lidar com ela e tentar, bem pelo contrário,nem sequer a quero por perto.
Já não me diz nada!

E como alguém dizia e bem, "Não há ninguém pobre que não seja de espírito".

Na verdade todos somos duais, a ratoeira do ego está sempre presente, eu já lançada para esgrimir os meus argumentos e começar a disparar para todos os lados.

Abençoados Anjos!
Abençoada Consciência!
Abençoado auto-conhecimento!

Porque me parou a tempo e me fez olhar com olhos, não de pena, porque ninguém é merecedor disso, mas de compaixão.

O caminho faz-se caminhando. E cada um a seu tempo e com o seu karma, marcha à velocidade e da forma que é capaz.

Saibamos sair e que a cegueira do ego nunca nos faça permanecer onde não somos felizes.


Falas de civilização...

Falas de civilização, e de não dever ser,
Ou de não dever ser assim.
Dizes que todos sofrem, ou a maioria de todos,
Com as coisas humanas postas desta maneira,
Dizes que se fossem diferentes, sofreriam menos.
Dizes que se fossem como tu queres, seriam melhor.
Escuto sem te ouvir.
Para que te quereria eu ouvir?
Ouvindo-te nada ficaria sabendo.
Se as coisas fossem diferentes, seriam diferentes: eis tudo.
Se as coisas fossem como tu queres, seriam só como tu queres.
Ai de ti e de todos que levam a vida
A querer inventar a máquina de fazer felicidade!

                                          Alberto Caeiro


XI 💙

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Sempre os Anjos.......

Ola

Hoje vou fazer uma partilha mais pessoal, mas que não deixa de estar intrinsecamente ligada ao lado espiritual | profissional.

Há uns anos que não viajava, pelo menos para fora do país. Senti que o Universo me obrigava a fazer mais viagens interiores que exteriores e ia-me colocando impedimentos para adiar constantemente idas e vindas a outros locais.

Sabia também, que um dia iria mudar, houve mortes pelo meio que se por um lado me causaram dor, é inevitável, por outro permitiram-me ter mais liberdade para poder viajar ou ausentar-me de casa.


Eu aceitei quando Eles, os meus Anjos me disseram: É agora!
O paradoxo, é que semanas antes da viagem, tudo começou a avariar em casa, e a "normalidade" é dizer: Afinal já não posso viajar, porque tenho imensas coisas para consertar".

Fiz finca pé! Disse mesmo: Não! Desta vez é para mim. Os arranjos que esperem. Quando voltar resolvo. Não estou para adiar mais as coisas......
E, 3 dias antes de viajar, afinal de contas, uma das avarias não era avaria. Devia ser uma "birra" para me pôr à prova, e começou a funcionar......era o conserto mais caro de todos.......afinal não foi necessário!!!

E parti!



Segura e confiante de que tudo ia correr bem , lá e cá. E que os meus Anjos em tudo ajudariam, como já estavam a ajudar para que tudo desse certo.
E deu!

E fiz 600 km para um local que nunca tinha visitado, e onde começo a ver anjos em todo o lado.

O primeiro foi logo no avião (nunca tinha reparado no logotipo da companhia aérea e é um Anjo),
depois no local onde fiquei alojada. Recebeu-me um anjo lindo que estava lá há muitos anos.

E a seguir foi um desfile nunca visto de imagens angélicas.
Acho que nunca vi tantos de tantas formas, cores, tamanhos, feitios como nesta viagem.


Não havia palácio, igreja, catedral, rua, restaurante, café, e até bares onde eu não encontrasse uma imagem de um Anjo, ora em estátua, ora em pintura, ora em gravura....etc

E comecei a pensar que esta viagem foi para ver anjos.
Mas para quê se eu acredito Neles incondicionalmente, se faço da minha vida um contacto e uma fé inabalável em Anjos, e se neste momento inclusivé eles fazem parte até da minha vida profissional...?!(Curso de Anjos - Inteligência Divina)


Não sei!
Sei que me deliciei a vê-los, a olhar para Eles e a sentir a sua presença em todo o lado.
Não havia local para onde olhasse onde não estivesse um à "minha espera". O mais engraçado é que não tive a quem perguntar se também via o que eu via.
Porque quem me acompanhava ficou logo em estado de alerta para o primeiro que eu vi e ela própria me chamava a atenção dizendo: " Aí está mais um!".

Mas gostava de saber se os outros visitantes viam na quantidade que eu os via.

Aguardo pela próxima viagem!
Vou alerta, claro!
Não resisto a comparar se o próximo destino tem assim tantos visíveis como este.
E tenho um desafio ainda maior, é repetir alguns destinos onde já fui, não muito longe, e voltar aos mesmos locais, e verificar se agora vou encontrar Anjos, onde há uns anos atrás nunca vi nenhum....



Aguardo ansiosamente pela experiência!

Duma coisa tenho a certeza: quando estamos preparadas vemos tudo, quando não estamos a cegueira é completa.

E sim, é inevitável, a Gratidão tem de ser um estado de alma. Muito mais que uma palavra vã.

Depois desta experiência, achei que mais do que nunca e numa plenitude absoluta, SOU GRATA por todas estas oportunidades e por todas estas vivências.

Xi💚

domingo, 6 de outubro de 2019

YOM KIPUR | MERECIMENTO | ESSENCIA DA ALMA

Ola

Para quem acompanha | estuda a Kabbalah, mesmo não sendo judeu, como é o meu caso, procuro sempre saber a razão da existência das celebrações de determinadas datas, só assim faz sentido esse estudo, pelo menos para mim.

Dias 29/30 Set e 1 Out foi a celebre abertura cósmica de Rosh Hashana. Ano novo kabbalistico. Inicio de um novo ciclo.



Amanha e terça feira, ou seja as 24h00 entre seg e terça feira, que este ano corresponde ao dia 8 e 9 de Outubro, os kabbalistas, e os judeus crentes, celebram aquilo a que chamam YOM KIPPUR.

Dizem que é o dia de jejuarmos, de nos afastarmos até de tudo o que é de origem animal, (até nos alertam para os sapatos serem de couro), não deveriamos usar neste dia.
Pode ser exagero para quem não está ligado ao estudo do misticismo judaico, e para quem não é judeu, mas na verdade, acreditando ou não, e levando à letra ou não aquilo que indicam, algo podemos realmente fazer até para limpar o nosso corpo, bombardeado que está de tanto "lixo" que ingerimos.

"Yom Kippur: Becoming Beings of Sharing
Before entering this world, our souls promise to transform from beings that have the desire to receive for the self alone, to beings of sharing. Yom Kippur allows us to revisit that promise by making available the energy of Binah, an elevated energy that brings us to a higher level of consciousness. 
On Yom Kippur, we have the opportunity to connect directly to Binah and gain the ability to correct and improve our existence. We can remove the veil over our lives for the entire year to come. Join us for a powerful connection as we channel the energy to improve the quality of our lives, and of all of humanity. "


Como nada acontece por acaso, e porque as formas podem ser diversas, mas quando a fonte é a mesma, seja porque palavras forem tudo converge para o mesmo objectivo, eis o que me apareceu hoje no email de outra proveniência, mas já agora de um grande kabbalista - Jesus.

"TU MERECES

Imagina que a vida estava à tua espera. Imagina que a
vida com a qual nem sequer te atreveste a sonhar, cheia de
músicas, cheia de cânticos, estava pronta para se dedicar a
ti, em toda a sua expansão.
Imagina que há uma vida em que és feliz. Em que tudo
o que te rodeia corresponde à tua energia, discreta e subtil.
Imagina uma vida em que pudesses estar, sentir, falar,
viver, e que todos à tua volta compreendessem as tuas
raízes, as tuas razões e a tua coerência.
Imagina que a vida que está disponível para ti é ampla e
pode realmente te elevar.
E as concessões que devemos fazer – porque aí em baixo,
no mundo dual, tem sempre de se fazer concessões – são
mínimas, confortáveis e tranquilas.
Essa vida existe.
Existe e está preparada para ti. Está preparada para se
apresentar.
Mas tu tens de fazer uma escolha.
Tens de escolher que mereces.
Que mereces ser feliz, que mereces não viver com culpa,
que mereces o carinho, a compreensão, o afecto. Que mereces
o amor. E, sobretudo, que mereces o amor incondicional.
O meu.
Daqui de cima.
E nessa altura em que escolheres merecer tudo isso, vais
livrar-te dos velhos vícios, vais livrar-te das dependências
emocionais, vais livrar-te das concessões sem fim, e vais
olhar para dentro.
E vais ver a tua essência sorrir.
E vais perceber que ela também merece uma chance.
E vais procurá-la, sobre todas as coisas.
Ela vai passar a ser a estrela da tua vida.
E vais olhar para os outros, já não como muletas da tua
solidão, e sim como parceiros de jornada.
A quem não se cobra nada.
A quem se dá o amor incondicional que vens buscar cá
acima.
E assim, leve, fluido, vais passar a voar pela vida ao
encontro da tua própria vida.
E ela vai ter espaço para se manifestar.
E tu vais ter oportunidade de a abraçar.
E juntos, irão percorrer o firmamento em direcção à
eternidade.
Jesus" 
A. Solnado


E parece tudo tão fácil e nós dizemos sempre por tudo e por nada: "Não é facil!"

Na verdade, o detox de Yom Kippur tem de ser feito todos os dias do ano, em vários quadrantes da nossa vida.
Essa limpeza, esse jejum, esse afastamento do "tóxico" fisico, mental, emocional, espiritual...tem de existir e tem de ser uma prioridade na nossa vida.
A responsabilidade é toda nossa. A boca que diz sim diz não. A vontade ou a falta dela é sempre a nossa procrastinação, o querer ou não querer que as coisas aconteçam, a mudança, não depende de mais ninguém a não ser de nós. E até quando achamos, que por motivos familiares, profissionais, sociais, económicos ou outros, estamos presas a algo que não nos permite "ser" o que queremos "ser", ou "ter" o que desejamos "ter", até isso é assunto nosso e da nossa inteira responsabilidade.
Porque neste ou noutras vidas, assumimos isso como uma forma de expiar karma, de vivenciar situações, de fazer o processo.


Mas é quanto mais achares que estás no controlo, que "um dia vais dar a volta", que "um dia isto vai acabar", que "um dia eu vou chegar lá", que "um dia vou tomar uma decisão", que nada acontece e tens sempre mais do mesmo.
Estás na teia que o teu ego urdiu para te convencer que embora prisioneira, e num permanente adiamento de atitudes, um dia chegarás lá.

Mas tu, bem lá no fundo já percebeste que te estás a enganar. Que as tuas dependências emocionais continuam a gritar mais alto, que as tuas amarras continuam a apertar cada vez mais e que a luz só a vês por uma nesga que ainda persiste em resistir à tua escuridão.

Entrega! Confia! Aceita!

Vai até Eles e deixa fluir. Os teus Anjos, Deus, Jesus, e todos os outros seres de Luz que estão ao dispor, aguardam que tomes a decisão. E essa decisão é apenas: MERECER!
Mas para assumires esse merecimento tens de dar o primeiro passo de sair da teia e do registo de vitima, caso contrário Eles não contrariam a tua vontade.

Amanha e terça tens 24h00 para prescindir da dependência de seres que te alimentam. Não precisas. Há outras coisas para comer e beber.....saudáveis, por sinal.

O resto dos dias, prescinde do teu ego e entrega-te à Luz numa fé e numa certeza completa. Porque mereces! Merecemos!

Ama-te! Cuida-te! Respeita-te!

xi💙

www.terapiasmulherholistica.com





quarta-feira, 25 de setembro de 2019

TORNAR-SE UM ANJO NA CONSCIÊNCIA - M. BERG

OLA

Partilho este texto com todos os que desejem ler, em particular com todas aquelas que fazem parte do meu curso ANJOS INTELIGENCIA DIVINA, e de outros cursos onde a explicação e partilha sobre Anjos e energia angelica é uma constante:





Tornando-se um anjo na consciência | por Michael Berg